quarta-feira, 21 de abril de 2010

As 7 Maravilhas do Mundo Antigo

Hoje seis dos sete admiráveis monumentos e culturas da Antiguidade já desapareceram. Só restaram as pirâmides do Egito, apesar de ainda haver os restos de destroços de outras duas. Não se sabe sequer o aspecto que os outros tinham, mas é possível imaginá-los a partir de descrições imperfeitas e das reproduções estilizadas em moedas.
A listagem dessas Maravilhas foi modificada muitas vezes. A lista mais comum consiste de:
1. As Grandes Pirâmides de Gizé;
2. Os Jardins Suspensos da Babilônia;
3. A Estátua de Zeus em Olímpia;
4. O Templo de Ártemis em Éfeso;
5. O Mausoléu em Halicarnasso;
6. O Colosso de Rodes;
7. O Farol de Alexandria;

1 - Grande Pirâmide de Gizé
O monumento foi construído pelo faraó egípcio Khufu da 2ª geração da 4ª Dinastia egípcia, próximo ao ano de 2560 a.C. para servir como túmulo quando ele morresse (prática comum dos faraós).
Era composta de mais de 2,3 milhões de enormes blocos de calcário, cada um pesando cerca de três toneladas. Empregaram-se mil operários durante 20 anos para arrastar os enormes blocos de pedra e colocá-los no lugar.
Quando foi construído, a Grande Pirâmide tinha 146 m de altura. Com os anos, ela perdeu 10 m de seu topo. Foi a maior estrutura na face da Terra durante mais de 43 séculos, somente superado em altura no século XIX.
Localização: Na cidade de Gizé uma necrópole da antiga Mênfis, e hoje parte da Grande Cairo, no Egito.
Dimensões: 229x229x146m (largura x profundidade x altura)
Função da construção: Túmulo.
Civilização construtora: Egípcia.
Anos de Existência: 4558 anos (ainda existe)
Material Predominante: Calcário.

2 - Jardins Suspensos da Babilônia

Os Jardins eram seis montanhas artificiais (terraços). Os terraços eram feitos de tijolos e foram construídos um em cima do outro. A superfície no alto destes terraços chegava a 120 m² apoiadas em colunas de 25 a 100m de altura ficavam ao sul do rio Eufrates. Eram impermeabilizadas de junco, betume e chumbo. Seus construtores evitaram, assim, as infiltrações da rega.
Os escravos trabalhavam em turmas, movimentando engrenagens que funcionavam continuamente para captar a água deste rio para irrigação dos jardins.
Ficavam a 200 metros do palácio real. Nesses terraços estavam plantados árvores, flores tropicais e alamedas de altas palmeiras. Dos Jardins podia-se ver as belezas da cidade abaixo.
Localização: A leste do Rio Eufrates, cerca de 50 km ao sul da atual Bagdá, capital do Iraque;
Dimensões: 40x30x100m; (largura x profundidade x altura).
Função da construção: Construção Artística;
Civilização Construtora: Neo-Babilônios;
Anos de existência: Desconhecido;
Material Predominante: Tijolos.

3 - Estátua De Zeus

Esta é a estátua do deus em cuja era homenagem nos Jogos olímpicos da Antigüidade eram festejados. Estava localizada na terra que deu seu nome as Olimpíadas. Na época de jogos, as guerras paravam, e os atletas vinham, da Ásia Menor, Síria, Egito, e Silícia para celebrar a Olimpíada e adorar o rei dos deuses: Zeus.
O magnífico templo de Zeus foi desenhado pelo arquiteto Libon e foi construído entre 456 e 447 a.C. Sob o poder crescente da Grécia Antiga, o templo em estilo Dórico simples tornou-se muito mundano, e modificações foram necessárias. A solução: uma majestosa estátua. O escultor atenense Fídias, o mais célebre escultor da Antigüidade, foi designado para a tarefa "sagrada". Tinha 15 metros de altura, foi feita de marfim e ébano e era toda incrustada de ouro e pedras preciosas. Mostrava Zeus sentado em seu trono de cedro. Tinha uma coroa em torno da cabeça. Trazia uma estátua de Nicéia, deusa da vitória, em sua mão direita espalmada, e um cetro (bastão de rei) com uma águia na sua mão esquerda.
Localização: Na antiga cidade de Olímpia, na costa oeste da atual Grécia, cerca de 150 km a oeste de Atenas.
Dimensões: 6,5x desconhecida x 15m (largura x profundidade x altura);
Função da Construção: Construção Artístico-Religiosa;
Civilização Construtora: Grega;
Anos de Existência: 909 anos;
Material Predominante: Marfim.

4 - Templo de Ártemis em Éfeso

Este templo levou 200 anos para ficar pronto, em 550 a.C., pois foi reconstruído e aumentado muitas vezes. Somente na quarta expansão o Templo foi incluído na lista das Maravilhas do Mundo. Era notado pela suas 127 colunas de mármore. Elas estavam dispostas em fila dupla, em volta da cela (espaço interno).
Embora a fundação do templo seja do século 7 a.C., a estrutura que ganhou uma marca na lista das Maravilhas foi construída por volta de 550 a.C.
Conhecido como um grande templo de mármore ou templo D, foi desenhado pelo arquiteto grego Quérsifron e por seu filho Metágenes.
Foi decorado com estátuas de bronze esculpidas pelos mais experientes artistas de sua época: Fídias, Polyceitus, Kresilas e Phradmon. Na noite de 21 de julho de 356 a.C. (noite de nascimento de Alexandre, o Grande), um homem louco chamado Eróstato queimou o templo, colocando-o no chão, numa tentativa de imortalizar seu nome. Foi reconstruído, dessa vez, em 20 anos.
Localização: Na antiga cidade de Éfeso, próxima à atual cidade de Selk, cerca de 50 km ao sul de Izmir, na costa oriental da região onde hoje situa a Turquia;
Dimensões: 80x130x desconhecida m; (largura x profundidade x altura).
Função da Construção: Construção Religiosa;
Civilização Construtora: Grega;
Anos de Existência: 194 anos; (A estrutura que ganhou o lugar na lista).
Material Predominante: Mármore.

5 - Mausoléu Em Halicarnasso

De 337 à 353 a.C., o rei Mausolo de Caria, reinou e moveu sua capital para Halicarnasso.
Nada na vida de Mausolo era empolgante além da construção do seu túmulo. O projeto foi imaginado pela sua esposa e irmã Artemisa, que imaginava o maior e mais suntuoso túmulo de todas as épocas sobre os restos mortais de seu marido e irmão. A Rainha Artemisa contratou os arquitetos gregos Sátiro e Pítio para desenharem o túmulo. Quatro escultores famosos-Briáxis, Leócaris, Escopas e Timóteo-decoraram cada lado do monumento, com esculturas trabalhadas por eles. O nome à escultura (mausoléu) foi uma homenagem à Mausolo. O Mausoléu foi completado por volta de 350 a.C., três anos depois de Mausolo morrer e 1depois de Artemisa.
Por 16 séculos, o Mausoléu permaneceu em boas condições até que um terremoto causou alguns estragos no telhado e nas colunatas. No século XV, os Cavaleiros de São João de Malta invadiram a região e construíram um castelo compacto de cruzada. Quando eles decidiram fortificá-lo em 1494, eles usaram as pedras do Mausoléu. Outra teoria diz que, o Mausoléu foi destruído por um terremoto entre os séculos XI e XV de nossa era.
Trabalharam ali 30 mil homens durante 10 anos e a obra ficou pronta em 352 a.C. sua base era de mármore e bronze, com revestimento de ouro.
A estrutura era retangular no plano, com a base medindo 40x30m.
A altura total do Mausoléu era de 45m. Os degraus em forma de pódio tinham 20m, a colunata 12m, a pirâmide 7m e 6m da carruagem no topo.
Localização: Na cidade de Bodrum no Mar Egeu, no sudoeste da Turquia;
Dimensões: 40x30x45m; (largura x profundidade x altura);
Função da Construção: Túmulo;
Civilização Construtora: Persas;
Anos de existência: 1872 anos; (ainda existe);
Material Predominante: Mármore e Bronze.

6 - Colosso de Rodes

Os Antigodos da Macedônia cercaram Rodes para uma ação para quebrar a aliança Rodo-Egípcia. Eles nunca conseguiram penetrar na cidade. Quando um acordo de paz foi assinado em 304 a.C., os Antigodos suspenderam o cerco, deixando um rio equipamento militar para trás. Para celebrar sua união, os rodianos venderam o equipamento e usaram o dinheiro para erguer uma enorme estátua representando seu deus do Sol, Hélio.
Acreditou-se durante a Idade Média que o Colosso permanecia na frente do Porto de andraki, um dos muitos na cidade de Rodes, com as pernas abertas em sua entrada.
Considerando-se a altura da estátua e a largura da entrada, esta idéia é mais impossível do que improvável. Além disso, o Colosso caído teria bloqueado a entrada do porto. Estudos recentes sugerem que ele foi erguido ou a leste do promontório do porto de Mandraki, ou ainda mais para o interior da cidade. De qualquer jeito ele nunca ficou com as pernas abertas na entrada do porto.
O projeto foi licenciado pelo escultor rodiano Cares de Lindos. Para construir a estátua, seus trabalhadores fundiram a parte externa de bronze da pele. A base foi feita de mármore branco e o pé e o tornozelo da estátua foram ligados primeiro. A estrutura foi gradualmente erguida à medida que o bronze era reforçado com uma estrutura de 7t. de ferro e rochas para apoiar a estátua. Para alcançar as partes mais altas, foi construída uma rampa desde o chão e que envolvia a estátua; ela, mais tarde, foi retirada. Quando o Colosso estava pronto, ele tinha 46m de altura e pesava cerca de 70t.
Localização: Na entrada do porto na ilha de Rodes no Mediterrâneo, Grécia;
Dimensões: desconhecido x desconhecido x altura; (largura x profundidade x altura).
Função da Construção: Construção Artística;
Civilização Construtora: Grega;
Anos de Existência: 56 anos;
Material Predominante: Bronze.

7 - Farol de Alexandria

O projeto foi imaginado e iniciado por Ptolomeu Soter, mas foi completado
após a sua morte, durante o reinado de seu filho Ptolomeu Filadeufus. Foi desenhado pelo arquiteto grego Sóstrato. O monumento era dedicado aos deuses Salvadores: Ptolomeu Soter e sua esposa Berenice. Por séculos, o Farol de Alexandria foi usado para marcar o porto, advertindo os navegantes da presença dos recifes, usando fogo à noite e refletindo os raios solares durante o dia. Foi inaugurado em 270 a.C. Era sempre mostrado nas moedas gregas e romanas, assim como os monumentos famosos são retratados nas atuais. Tornou-se tão famoso que faros passou a significar farol.
Das seis Maravilhas sumidas, o Farol foi o último a desaparecer. Por isso nós temos conhecimento exato de sua localização e aparência.
Em 1166, um viajante árabe, Abou-Haggag Al-Andaloussi visitou o farol. Ele documentou com riquezas de informações e deu-nos uma precisa descrição da estrutura pelo qual ajudou os arqueólogos a reconstruírem o monumento.
Localização: Na antiga ilha de Faros, agora um promontório na cidade de Alexandria no Egito;
Dimensões: desconhecido x desconhecido x 117m (largura x profundidade x altura);
Função da Construção: Construção Naval (há teorias que dizem quem era militar também);
Civilização Construtora: Macedônica;
Anos de Existência: 1750 anos;
Material Predominante: Rochas.

fonte
http://www.bibliotecavirtual.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário